COMPRA DE VOTOS: PF pede prorrogação de investigação contra deputado de MT

Diário de Cuiabá 

A Polícia Federal requereu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a prorrogação pelo período de 90 dias das investigações relacionadas a suspeita de compra de votos pelo deputado federal Ezequiel Fonseca (PP) na campanha eleitoral de 2010. Naquele ano, o parlamentar concorreu a uma vaga na Assembleia Legislativa e saiu vitorioso. 

O ministro Marco Aurélio de Mello encaminhou no dia 9 deste mês o pedido de prorrogação do inquérito policial para análise da Procuradoria Geral da República (PGR). Como detém foro por prerrogativa de função, o parlamentar só pode ser investigado pela suspeita de crimes com a devida autorização da Suprema Corte. 

O delegado Severino Moreira da Silva diz que a prorrogação pelo período de 90 dias é necessária para o cumprimento de cartas precatórias encaminhas a Delegacia de Polícia Federal em Cáceres e à Delegacia Regional de Investigação e Combate ao Crime Organizado, sediada em Cuiabá. A investigação trata da suspeita de compra de votos por meio da concessão de casas populares por meio de programas do governo federal como o ‘Minha Casa Minha Vida’, ‘Morar Melhor’ e ‘Meu Lar’. 

Para comprar votos nesta modalidade, Ezequiel Fonseca tinha o apoio do presidente da Câmara Municipal de Cáceres daquela época, o vereador Alvasir Ferreira Alencar (PP). A Assembleia Legislativa já forneceu a relação dos servidores lotados no gabinete de Ezequiel Fonseca no período de fevereiro de 2011 a janeiro de 2015. 

A Prefeitura de Cáceres já remeteu as informações prestadas pela Secretaria Municipal de Ação Social, com a lista dos favorecidos com imóveis residenciais relacionados ao programa habitacional Minha Casa Minha Vida e ressaltou que não houve entrega ou sorteio de imóveis nos programas habitacionais. Por meio de petição, Ezequiel Fonseca apresentou manifestação, afirmando haver apenas a prática do crime de denunciação caluniosa, cometido contra si. 

Mais artigos...

  1. Delegado mata juíza do trabalho e se mata em seguida
  2. Acidente entre carro e moto mata 2 homens na rodovia Cuiabá/Cáceres
  3. Policiais Militares do Gefron e do 3° Batalhão da PM de serviço na Barreira Sanitaria do INDEA em corixa prende mulher com droga
  4. Policiais militares do Gefron apreende cerca de 8 toneladas de muambas
  5. Tenente do Exército sofre acidente de moto em Cáceres
  6. Médico que abusava de pacientes é preso; um dos casos aconteceu em Cáceres
  7. Advogado acusa delegado de Araputanga de estar ameaçando testemunhas
  8. OUÇA O ÁUDIO: Modelo é ameaçada de morte e descobre que o ex é traficante
  9. VEJA O VÍDEO: Ex-aluno e diretor de escola saem na porrada
  10. Polícia prende técnico de informática suspeito de "estupro virtual"
  11. MICROONDAS: Fazendeiros são queimados vivos dentro de pneus em MT
  12. Professor da Unemat revela atração por meninos em MT; vítimas relatam sexo oral
  13. Bêbada, mulher é abusada por colega em Cuiabá
  14. Acadêmico da Unemat acusado de marcar 'encontro' com garoto é denunciado por abusar de adolescentes
  15. Homem de 54 anos é morto com tiro no coração durante tentativa de assalto em Cuiabá
  16. PEDOFILIA: Professor é preso em encontro com aluno de 12 anos em MT
  17. PONTES E LACERDA: Polícia Civil promove encontro de irmãs separadas há 22 anos
  18. Cinderela: Cresce número de estupros após mulheres serem dopadas
  19. Padre que beijou coroinha diz que foi 'ato de fraqueza'
  20. Ex-patrão agride e rouba dinheiro de mulher após fazer acerto com ela
  21. Homem é preso por tentar estuprar a ex-mulher em VG
  22. Administrador de grupo de Whatsapp é preso após divulgarem blitz no grupo
  23. Delegada ouve 'corno de Cáceres'
  24. XOXOTÃO: Mulher é presa tentando entrar com droga no Cadeião de Cáceres
  25. FARDA SUJA: TJ nega liberdade a soldado flagrado com mulher em Batalhão
  26. Rapaz morre em acidente em Araputanga
  27. Agentes atiram em drone que estava sobrevoando a Cadeia Pública de Cáceres
  28. Delegado descarta 'tortura' em caso de jovem obrigada a andar nua
  29. Marido que agrediu e raspou os cabelos da mulher vai responder por tortura, em MG
  30. Advogado é preso em MT com 91 máquinas de cartão que seriam levadas para SP e RJ