Além do número do RG, o documento irá conter o CPF e 15 dados opcionais como o nome social, o número do Documento Nacional de Identificação (DNI), da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), Título de Eleitor, Carteira de Trabalho e Previdência Social, Cartão Nacional de Saúde, identidade profissional, certidão de reservista, dentre outros.

A nova cédula conterá diversos elementos de segurança para se evitar a falsificação, como o QrCode no verso com os dados do portador, relevo tátil, imagem reativa do brasão da República em ultravioleta, entre outros.

Com a inovação, a carteira de identidade ficará mais completa e o processo de emissão mais ágil e informatizado. Mesmo com a essa mudança, os documentos de identidade anteriormente emitidos não perderão a validade.

Para solicitar o documento, o requerente deverá procurar um dos postos de identificação credenciados no Estado e apresentar a certidão de nascimento ou casamento original e os comprovantes dos documentos que desejar incluir. Nos postos equipados com kits biométricos, a fotografia, a assinatura e as impressões digitais serão colhidas durante o atendimento.

A 1ª via do documento no Estado de Mato Grosso continuará isenta, e o valor da 2ª via será o mesmo cobrado anteriormente, de R$ 68,15. Inicialmente, as novas cédulas serão impressas somente em papel moeda. Em breve, o requerente poderá optar pelo documento impresso no cartão em policarbonato. Para a emissão do cartão, será cobrada uma taxa a ser definida por decreto.

A segunda opção, em cartão de policarbonato, terá o tamanho reduzido e com maior durabilidade. A impressão dos RGs será feita pela empresa Thomaz Greg & Sons, de São Paulo, que foi a vencedora do pregão eletrônico para o serviço de impressão dos documentos de RG de Mato Grosso.

“Os processos de solicitação de carteira de identidade serão analisados e emitidos pela Diretoria Metropolitana de Identificação Técnica e os dados serão enviados para a impressão em São Paulo. Os malotes com os RGs impressos chegarão a Cuiabá no prazo de cinco dias úteis e, então, serão reenviados aos Postos de Identificação’’, explicou o Diretor Metropolitano de Identificação Técnica, Aílton Silva Machado.

 

 

Últimas notícias

O que é Urgente, não pode esperar! Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba alertas de notícias.
Entrar Mais tarde