Estão abertas as inscrições para os municípios participarem dos Jogos Escolares da Juventude 2019. A adesão foi aberta na sexta-feira (29.03) e segue até 10 dias antes do início da competição em cada região esportiva.

A etapa regional – que abrange todos os municípios do Estado – começa em maio e vai até o final de junho, contemplando as modalidades coletivas de basquetebol, futsal, handebol e voleibol. Participam das competições estudantes de 12 a 17 anos de idade, divididos em duas categorias. Adolescentes de 12 a 14 anos fazem parte das equipes da Categoria B. Já categoria A agrupa os jovens com idade entre 15 e 17 anos.

O processo de inscrição deve ser feito por cada município que irá informar quais escolas da educação básica foram campeãs na fase municipal da competição. Também será necessário indicar pelo menos duas modalidades coletivas de participação, especificando gênero e categorias, e enviar um mapa com resumo quantitativo das delegações.

Todos os formulários e orientações estão disponíveis no site www.esportes.mt.gov.br/eventos.

Promovidos pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) com a parceria da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e dos municípios-sede, os Jogos Escolares têm início no dia 03 de maio, em Alto Garças, com disputas das cidades da região sul/sudeste.

De acordo com o superintendente de Desporto Escolar da Secel, Marcelo Cruz, a equipe está se preparando para receber, analisar e homologar as inscrições. “Já começamos a entrar em contato com as prefeituras e assessorias pedagógicas para convidar e incentivar a adesão. E também já deixamos tudo pronto para que o processo de inscrição seja ágil e possa viabilizar a participação do maior número possível de municípios”.

Os Jogos Escolares da Juventude são considerados a maior competição esportiva escolar do Estado. A previsão é de que haja cerca de 12 mil participantes diretos, incluindo estudantes competidores e comissão técnica, e um público aproximado de 120 mil pessoas durante o evento.

A programação mato-grossense se dará em duas etapas – regional e estadual– e antecede as fases nacionais organizadas pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB). As escolas campeãs na fase regional avançam para a etapa estadual, que acontecerá de julho a setembro. Instituições de ensino públicas e particulares do Estado participam das competições.

Projeto de Resolução nº 01/2019, protocolado sob número 166, nesta quinta-feira (28), fixa os subsídios dos vereadores e do presidente da Câmara Municipal de Araputanga, para a Legislatura 2021/2024, conforme fundamentado no Artigo 58 e seguintes da Lei Orgânica Municipal e no Artigo 107 do Regimento Interno.
 

De acordo com o artigo 1º do Projeto de Resolução, ficam fixados para a próxima Legislatura, em um salário mínimo os subsídios dos vereadores e em dois salários o subsídio do presidente da Câmara Municipal. O Projeto de Resolução conta com o apoio de todos os vereadores e deverá ser apreciado em Sessão Legislativa da próxima quarta-feira, dia 06 de março.
 

Atualmente os vereadores recebem um salário bruto de R$ 4.209,07 (Quatro mil, duzentos e nove reais e sete centavos) e o presidente da Câmara Municipal recebe salário no valor de R$ 5.144,09 (Cinco mil cento e quarenta e quatro reais e nove centavos). Cada vereador recebe ainda o valor de R$ 2.600,00 (Dois mil e seiscentos reais) de verba indenizatória, perfazendo um salário mensal de R$ 6.809,07 (Seis mil oitocentos e nove reais e sete centavos). Já o presidente da Câmara Municipal recebe verba indenizatória no valor de R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais), somando salário mensal de R$ 8.644,09 (Oito mil seiscentos e quarenta e quatro reais e nove centavos).
 

Aprovada a Resolução entrará em vigor no dia 1º de janeiro de 2021 e trará econômica acima de R$ 1,4 milhões, por legislatura.
 

Para o vereador Jocelino da Ótica (PSD), a aprovação do Projeto de Resolução é de suma importância para o município. Ele observou que o Legislativo gasta mais de R$ 560 mil por ano somente com salário de vereadores, custando aos cofres públicos mais de R$ 2 milhões por legislatura. "O salário do vereador não precisa ser garantia de renda para o exercício da função", frisou.

Policiais militares da 2ª Cia de Araputanga resgataram, no sábado (09.02), um filhote de macaco prego, duas cobras jiboias e oito jabutis, apreenderem armas e munições em uma residência no bairro São Sebastião. Na ação, foi preso o casal C.C.D.M.F. (25) e A.V.L. (19).

Os policias cumpriram um mandado de busca e apreensão domiciliar quando encontraram os animais, além de uma espingarda cartucheira, calibre 24 de dois canos, 25 munições intactas, um rifle calibre 22, três cartuchos calibres 24, 45 espoletas, um pote com pólvora e uma porção de pasta base de cocaína.

Os animais foram encaminhados ao Batalhão Ambiental de Cáceres para receberem os devidos cuidados e posteriormente serem reinseridos na natureza. O casal foi entregue na delegacia de Araputanga para as devidas providências.

Em Lambari D’Oeste, também no sábado, policiais em patrulha na MT-170 abordaram um veículo Saveiro Cross dirigido por E.J. (38). Durante a abordagem foi encontrado um rifle calibre 22, um carregador, duas munições intactas e um pedaço de carne de javali. O homem não portava habilitação, documentos do veículo e registro da arma. Ele e o material apreendido foram encaminhados à delegacia.

Últimas notícias

O que é Urgente, não pode esperar! Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba alertas de notícias.
Entrar Mais tarde