Cinco drones começarão a ser usados para monitorar e policiar as rodovias federais que cortam Mato Grosso a partir desta sexta-feira (21).

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os aparelhos serão utilizados para monitorar o trânsito, dar suporte ao policiamento, mapeamento de locais de difícil acesso, além de auxiliar na localização de suspeitos foragidos.

Os drones foram adquiridos com recursos oriundos do convênio firmado entre a PRF, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a Concessionária Rota do Oeste através da verba destinada ao reaparelhamento.

Ainda conforme a PRF, poucas superintendências possuem essa tecnologia, e Mato Grosso segue a buscar soluções para disponibilizá-la à população.

Equipamentos como este possibilitarão maior segurança aos usuários, propiciando análises remotas de locais críticos de trânsito, e qualquer outra demanda, o que confere segurança ao policial e para a sociedade.

Inicialmente, os aparelhos serão utilizados nas regiões dos municípios de Sorriso, Sinop, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Diamantino, Rosário Oeste, Jangada, Várzea Grande, Jaciara, Juscimeira, São Pedro da Cipa e Rondonópolis.

A partir de fevereiro de 2019, serão colocados mais cinco drones em operação, os quais atenderão Primavera do Leste e região, Barra do Garças, Cáceres e Pontes e Lacerda.

Voyage na contramão atingiu moto e carro na Avenida da Feb em Várzea Grande — Foto: Corpo de Bombeiros de Mato Grosso/Assessoria

Mais de 500 pessoas morreram em acidentes de trânsito entre os meses de janeiro e outubro, em Mato Grosso, segundo o relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre segurança viária. De acordo com a Polícia Militar, as principais causas de acidentes são embriaguez e excesso de velocidade.

Um dos acidentes registrados nesse período ocorreu na madrugada do dia 28 de outubro, na Avenida da Feb, Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, e matou duas pessoas. O carro que causou o acidente seguia na contramão.

Imagens registradas por câmeras de segurança mostram o carro de passeio na contramão. O veículo seguiu por 4 km até atingir uma motocicleta, ferindo duas pessoas, e colidir com outro veículo, causando a morte de Airton Batista da Silva e Rosilda Batista da Silva.

“Eu quero que eles respondam pelo ocorrido. Não apenas ele, mas o estado também, porque na Avenida da Feb não foi o primeiro acidente e nem vai ser o último, está uma calamidade”, disse o filho de Rosilda, Nilson Batista.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 518 pessoas morreram no estado por acidentes de trânsito.

De acordo com o relatório, as principais causas de mortes no trânsito são o excesso de velocidade, dirigir sob efeito de álcool, falta do uso do cinto de segurança, condições das estradas, além da imprudência dos motoristas.

A Polícia Militar realiza operações de fiscalização nos finais de semana e durante os feriados, no entanto, segundo o comandante do Batalhão de trânsito, Kleber Paulo e Silva, apenas a conscientização dos motoristas é capaz de reduzir os índices de acidentes nas estradas.

“Tem um índice enorme de mortes envolvendo veículos quanto motocicletas, com inúmeros fatores como imprudência, pressa excessiva e bebida alcoólica, então temos que conscientizar nossos motoristas”, disse.

 

Uma mulher de 27 anos tentou se matar após uma desavença conjugal na noite de quarta-feira (12.12), em Guarantã do Norte, na frente dos quatro filhos menores. Ela teria aproveitado a ausência do marido e se pendurado em uma corda. As crianças entraram em pânico e os gritos chamaram a atenção dos vizinhos que acionaram o número emergencial 190.

"Salve minha mãe, salve minha mãe", gritavam. A PM da 13ª Cia chegou a tempo no endereço, arrombou a porta e conseguiu salvar a mulher que já estava com o corpo imóvel.

A vítima J.L.A, 27 anos, estava pendurada por uma corda que se encontrava amarrada em uma viga. Com o auxílio de um canivete os militares cortaram a corda e seguraram a mulher colocando-a em lugar seguro, que depois de alguns segundos foi recuperando a consciência.

"Foi uma ocorrência atípica, pelas crianças estarem ali e a gente ver o desespero delas. Assim que colocamos a mulher sobre o sofá, elas correram para nos abraçar", frisou o soldado Elenor Rudenas, que atendia a ocorrência juntamente com o soldado Jhonatan dos Santos.

Rudenas está há quase 8 anos na PMMT, já atendeu situações do tipo, mas em que a pessoa não sobreviveu. No entanto, para ele, esta foi a experiência mais marcante de sua vida, devido as circunstâncias descritas.

Equipes do Corpo de Bombeiros também foram chamadas, assim como o Conselho Tutelar e logo chegou o esposo da vítima.

Ele disse ter se ausentado devido problemas conjugais.

A vítima foi conduzida para o hospital municipal Nossa Senhora do Rosário para receber atendimento médico e o Conselho Tutelar auxiliou as crianças.

Gazin - Aniversário - 01

Últimas notícias

Gazin - Aniversário - 03
O que é Urgente, não pode esperar! Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba alertas de notícias.
Entrar Mais tarde