O corpo do médico Bruno Alves de Araújo, está sendo velado na Casa de Velório, e o sepultamento será na manhã de terça-feira (20), no Cemitério Municipal de São José dos Quatro Marcos.

Dr. Bruno Araújo de 28 anos faleceu as 04:30h da manhã de domingo (18), no Hospital do Câncer de São José do Rio Preto, em São Paulo onde estava em tratamento. Diagnosticado com leucemia linfoblástica aguda, Ele precisava de um doador de medula óssea.

Bruno Araújo descobriu a doença em 2017, dois anos após ter se formado em medicina. Na época, ele fazia residência em cirurgia-geral, no hospital Geral Universitário (HGU), em Cuiabá.

Reiteramos nossos sentimentos profundo de pesar e desejamos que Deus conforte o coração de familiares e amigos.

A equipe da Delegacia de Araputanga (345 km a Oeste) recebeu entre os dias 12 e 13 de agosto, acadêmicos do 8º semestre do curso de Direito da Faculdade Católica Rainha da Paz, com o objetivo de trazer aos estudantes o conhecimento de um pouco mais sobre funções e trabalho da Polícia Civil.

Durante os dois dias, os discentes participaram de palestra com o delegado Marcos Lyra, ocasião em que foi abordado sobre a atuação da Polícia Judiciária na persecução penal, apresentando o caminho desde a apresentação da notícia-crime até o encaminhamento do Inquérito Policial e Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) ao Ministério Público.

A conversa com alunos ainda abrangeu temas como as diligências executadas pela Polícia Civil, além das funções exercidas por cargo, escrivão, investigador e delegado. Segundo o delegado, Marcos Lyra, além de acrescentar novos conhecimentos aos universitários a ação tem o objetivo de aproximar a população da instituição Polícia Civil.

“Foi uma oportunidade para os alunos acompanharem a parte prática do dia a dia da unidade policial e sua importância do trabalho no aumento da sensação de segurança pública dos munícipes”, destacou.

Um grupo de alunos da Faculdade Quatro Marcos (FQM) estão insatisfeitos com a união de turmas de semestre diferente de cursos que são administrados pela Instituição de Ensino Superior.

Conforme João Paulo Salomão que é um dos estudantes que estão à frente do movimento contra a junção. “Eles querem colocar o quarto semestre no sexto, pulando etapas", explicou que no seu caso, que está cursando o oitavo semestre de Educação Física voltaria para o terceiro.

Para João Paulo a medida adotada pela Faculdade de Quatro Marcos é prejudicial aos acadêmicos. "Como você pode aprender fazer um coisa sem saber a teoria dela, pois têm matéria que é praticamente impossível você vivenciar ela sem ter aprendido a outra lá atrás, são pré-requisitos", afirmou.

O movimento contra a junção será realizada nesta sexta-feira (09), a partir das 19 horas na sede da Faculdade de forma pacífica. "Vamos mobilizar o máximo de estudantes possível e esperar uma resposta dos dirigentes da Instituição e saber de fato qual será o benéfico com essa junção", disse.

Segundo o acadêmico, com a medida adotada pela a instituição de ensino professores também correm risco de perder o emprego. "Isso seria para cortar gastos, mas será que eles não se preocupam com a qualidade do ensino que estão proporcionando pra gente", questionou.

Últimas notícias

O que é Urgente, não pode esperar! Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba alertas de notícias.
Entrar Mais tarde