Polícia prende mulheres suspeitas de estelionato em Mirassol D'Oeste

A Polícia Judiciária Civil do município de Mirassol D’Oeste efetuou a prisão de três mulheres, envolvidas com crimes de estelionato praticados na região. As suspeitas foram autuadas em flagrante durante ações deflagradas pela Delegacia de Polícia da cidade.

Na sexta-feira (14), C.B. de 65 anos e R.C.S., as suspeitas, que já eram investigadas por estarem usando documentação falsa para abertura de contas correntes bancárias foram surpreendidas no município de Curvelândia, quando tentavam movimentar uma conta corrente aberta no Banco Sicredi.

As duas foram autuadas em flagrante delito pelos crimes de estelionato, falsidade ideológica e uso de documento falso.

De acordo com o delegado Gutemberg de Lucena, a senhora C.B. por meio de documento falso em nome de uma terceira pessoa, realizou o cadastro na agencia bancária. Conforme apurado, as duas detidas tem residência em Cuiabá e possuem passagem pela polícia por crimes da mesma espécie.

"Por apresentarem documentação de identificação Civil duvidosa, havendo indícios de que sejam mãe e filha e terem feito varias vítimas em outras regiões do Estado, podem ainda responder por outros crimes no curso das investigações", disse o delegado de polícia Gutemberg de Lucena.

Após a confecção dos autos, a Polícia Civil representou pela conversão das prisões em flagrante por prisão preventiva das suspeitas C.B. de 65 anos e R.C.S.

A terceira prisão ocorreu na quinta-feira (13), ocasião em que M.F.R.S. de 46 anos, foi abordada quando vendia semijoias, que foram apropriadas mediante fraude junto a fornecedores em Cuiabá.

A suspeita é acusada de realizar cadastro usando nome de terceiro e ainda assinou notas promissórias para adquirir a mercadoria. No estabelecimento comercial foram apreendidas 122 peças avaliadas em cerca de R$ 24 mil.

Diante dos fatos, M.F.R.S. foi conduzida à Delegacia de Polícia e autuada em flagrante. A suspeita já possui passagem criminal por crimes de falsidade ideológica ao atuar utilizando inscrição como médica veterinária de outra profissional na cidade de Mirassol D'Oeste.

Polícia Civil apreende 350 kg de maconha em rodovia na Capital

Um grande carregamento de maconha foi aprendido na manhã desta sexta-feira (14) pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), da Polícia Judiciária Civil, com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A droga é proveniente do Estado de Mato Grosso do Sul e abasteceria pontos de tráfico na região metropolitana.

Durante abordagem, por volta das 06h30, Walison José dos Santos, 22, tentou empreender fuga "jogando" o veículo que conduzia contra os policiais. O automóvel Ford Ecosport, cor branca que seguia no trajeto da BR 163, km 356, próximo a entrada da Capital, rodou na pista e atingiu uma carreta. Alguns tabletes do entorpecente chegaram a se espalhar pela rodovia e canteiro.

Outros dois suspeitos foram presos durante os trabalhos. Valdeci Gonçalves, 43, e Elizeu Matias dos Santos, 47, foram identificados como "batedores". Eles faziam uma espécie de escolta em um automóvel Meriva, cor preta, do entorpecente que era levado dentro da Ecosport. Valdeci inclusive era um dos alvos da operação Captare, deflagrada no final de novembro pela DRE.

Conduzidos à delegacia, os três detidos serão autuados por tráfico e associação para o tráfico de drogas.

“Em razão do fortalecimento das investigações, na região metropolitana, o trabalho da DRE tem sido realizado especialmente em duas frentes, no combate ao tráfico doméstico (com a desarticulação das bocas de fumo) e também na identificação de grandes fornecedores”, destaca o condutor dos trabalhos, delegado Marcelo Miranda Muniz.

O delegado titular da DRE, Vitor Hugo Bruzulato destaca a repercussão social da repressão ao tráfico de drogas. “O tráfico de drogas é o crime principal que alimenta os demais, com destaque para os delitos patrimoniais e também os crimes contra a pessoa (como homicídios, por exemplo). Em razão dessa potencialidade lesiva à sociedade é tão necessário e urgente realizar um combate técnico, firme e comprometido contra essa ação criminosa."

“Foram intensificadas as ações de repressão ao tráfico, bem como a identificação e prisão dos responsáveis por abastecer pontos de tráfico de drogas, o que ficou comprovado por meio das recentes deflagrações de expressivas operações voltadas ao combate ao tráfico", afirma Vitor Hugo Bruzulato Teixeira.

Morador de Mirassol é acusado de aplicar golpe pela internet

Um morador de Mirassol D'Oeste foi acusado de anunciar a venda de um veículo GM Celta pela internet e, após receber R$ 3.000,00 (três mil reais) de entrada para segurar a venda, abandonar a negociação sem entregar o carro.

A denúncia foi feita por um jovem de 26 anos, que residente na cidade de Feliz Natal - MT, que procurou a Delegacia de Polícia CIvil de Sinop para registrar a ocorrência.

Segundo ele, o anúncio estava em um site de vendas, por meio do qual entrou em contato com o suposto vendedor por um aplicativo de mensagem. Na negociação, ficou acertado que o valor do veículo seria de R$ 9.000,00 (nove mil reais) e que seria necessário depositar R$ 3.000,00 (três mil) para que o veículo fosse entregue.

Após o depósito da entrada, o vendedor passou a exigir mais dinheiro, ocasião em que se negou a depositar e o vendedor não respondeu mais seus contatos.

 

Página 1 de 7

DESTAQUES DO DIA

O que é Urgente, não pode esperar! Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba alertas de notícias.
Entrar Mais tarde