Recentemente, por razões ainda não esclarecidas, ao menos oito bairros de Mirassol d'Oeste receberam água suja pela torneira, fornecidas pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAEMI). O produto chegou às casas com uma coloração diferente da habitual e continha partículas do que parecia ser terra.

Ao comentar o episódio, a Dra Paula Zimermann alertou sobre os riscos do consumo. Segundo ela, quando a água vem com a coloração exibida nas imagens enviadas pelos moradores, é um indicativo de que pode haver a presença de metais pesados, como ferro e manganês.

Estes metais, quando ingeridos em quantidades superiores as recomendadas no organismos, podem desencadear doenças graves, desde diarreias até a problemas cardíacos. A médica ressalta, contudo, que somente após uma análise físico-química da água, será possível confirmar quais metais ou outros componentes estão presentes na água fornecida.

"Quando um morador recebe água suja pela torneira, o correto é entrar em contato com a SAEMI para que ela faça a análise. Como em algumas situações o problema demora a ser resolvido, o ideal é que se passe a utilizar água mineral ou filtrada tanto para consumo como para o preparo de alimento, para se evitar doenças", finalizou.

 

 

Últimas notícias

O que é Urgente, não pode esperar! Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba alertas de notícias.
Entrar Mais tarde