Uma mulher de 27 anos tentou se matar após uma desavença conjugal na noite de quarta-feira (12.12), em Guarantã do Norte, na frente dos quatro filhos menores. Ela teria aproveitado a ausência do marido e se pendurado em uma corda. As crianças entraram em pânico e os gritos chamaram a atenção dos vizinhos que acionaram o número emergencial 190.

"Salve minha mãe, salve minha mãe", gritavam. A PM da 13ª Cia chegou a tempo no endereço, arrombou a porta e conseguiu salvar a mulher que já estava com o corpo imóvel.

A vítima J.L.A, 27 anos, estava pendurada por uma corda que se encontrava amarrada em uma viga. Com o auxílio de um canivete os militares cortaram a corda e seguraram a mulher colocando-a em lugar seguro, que depois de alguns segundos foi recuperando a consciência.

"Foi uma ocorrência atípica, pelas crianças estarem ali e a gente ver o desespero delas. Assim que colocamos a mulher sobre o sofá, elas correram para nos abraçar", frisou o soldado Elenor Rudenas, que atendia a ocorrência juntamente com o soldado Jhonatan dos Santos.

Rudenas está há quase 8 anos na PMMT, já atendeu situações do tipo, mas em que a pessoa não sobreviveu. No entanto, para ele, esta foi a experiência mais marcante de sua vida, devido as circunstâncias descritas.

Equipes do Corpo de Bombeiros também foram chamadas, assim como o Conselho Tutelar e logo chegou o esposo da vítima.

Ele disse ter se ausentado devido problemas conjugais.

A vítima foi conduzida para o hospital municipal Nossa Senhora do Rosário para receber atendimento médico e o Conselho Tutelar auxiliou as crianças.

 

 

O que é Urgente, não pode esperar! Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba alertas de notícias.
Entrar Mais tarde