Moradora do bairro Jardim São Paulo, a Sra. Elizangela de Oliveira, recorreu ao Ministério Público com o objetivo de garantir que seu filho, de apenas sete anos, frequente a escola.

Segundo ela, o menor é matriculado no Centro Educacional Edson Athier Tamandaré e, em razão de um problema de saúde, que faz com que tenha menos de 10% de visão em um dos olhos, precisa de acompanhamento de uma assistente especializada durante as aulas, que lhe garanta condições de não só frequentar o ambiente escolar com segurança como acompanhar os estudos de forma adequada.

Ainda de acordo com a moradora, a Escola não proíbe o menor de frequentar as aulas, mas diz não ter condições de dar a assistência de que o menor necessita. Ela solicita no Ministério Público que providências sejam tomadas no sentido de se realizar a contratação de um assistente educacional para o filho, que permanece sem frequentar a sala de aula.

"Meu filho me pergunta porque seus colegas estão indo na escola e ele não, mas não sei o que responder", declarou ao informar que espera uma posição da Secretaria Municipal de Educação sobre o impasse, já que as aulas já começaram e o aluno segue perdendo dias letivos.

Uma moradora do Bairro Bandeirantes II, em Mirassol D'Oeste, diz estar revoltada com a falta de serviços públicos em seu bairro. Segundo ela, que mora na esquina da Rua Ione Vera com a Severino da Conceição, diversas solicitações já foram feitas, mas os pedidos são sempre negados pela prefeitura.

"Eles dizem que nossa localização é clandestina e que, por isso, não podem atender. Mas resido aqui há vários anos, meu imóvel possui escritura e, portanto, não é irregular", declarou Maria Ester da Silva.

Segundo ela, falta patrolamento, existem lotes vazios que precisam ser limpos e a iluminação pública nunca existiu. "Faço um apelo para que resolvam a situação, pois nossa preocupação é grande, principalmente com quem trabalha e estuda a noite, pois estão correndo risco de vida.

 [ NÃO RESOLVIDO ]
O problema foi resolvido? Avise o Mirassol Urgente!

Com um público diário de pouco mais de duas mil pessoas, o Mirassol Urgente avança em seu objetivo de se posicionar a serviço da população miradolense. Após reformular sua linha editorial nos últimos meses, dando maior destaque para a opinião dos moradores, o site lança hoje a ferramenta "Farmácia de Plantão".

Trata-se de um serviço automatizado, que informa o estabelecimento farmacêutico responsável que se encontra aberto no período noturno, em domingos e feriados. A proposta é facilitar o acesso à informação para aquele que necessita realizar a compra de medicamentos fora do horário comercial.

Para acessar a ferramenta, o site conta agora com este ícone  no lado direito de todas as páginas, incluindo as de leitura de matéria. Ao clicar sobre ele, a farmácia de plantão é informada. Simples assim!

Inicialmente, o nome do estabelecimento está disponível. A medida em que forem fornecidos pelos proprietários, informações sobre telefone fixo, celular do plantonista e endereço de cada farmácia também serão exibidos. Os farmacêuticos que desejarem incluir estas informações, poderão fazê-lo por meio de envio dos dados para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ! O serviço é gratuito, tanto para a população, quanto para as empresas do setor.

Últimas notícias

O que é Urgente, não pode esperar! Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba alertas de notícias.
Entrar Mais tarde