Prefeitura visita área de instalação do frigorífico Minerva
O prefeito Euclides Paixão, acompanhado de médicos e por membros da equipe de governo, visitaram nes...
Torcedor tenta beijar repórter da TV Globo à força na Rússia
TerraUm novo caso de assédio contra as mulheres que trabalham no meio do futebol aconteceu neste dom...
Bola de fogo explode sobre a Rússia em plena luz do dia
GALERIA DO METEORITOUma bola de fogo super brilhante foi vista em plena luz do dia em várias cidades...
Delação vai implodir candidatura em MT
Uma colaboração premiada de um empresário de Cuiabá deverá sepultar a pré-candidatura do senador Wel...
Médico Veterinário toma posse como novo Secretário de Desenvolvimento Sustentável em Mirassol D’Oeste
O Prefeito de Mirassol D’Oeste, Euclides Paixão, deu posse nesta quinta-feira (21/06), ao Sr. José R...
Viúva da Mega-Sena é presa após 11 anos
G1Policiais civis da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme) do Rio de Jan...
Prefeitura visita área de instalação do frigorífic...
Torcedor tenta beijar repórter da TV Globo à força...
Bola de fogo explode sobre a Rússia em plena luz d...
Delação vai implodir candidatura em MT
Médico Veterinário toma posse como novo Secretário...
Viúva da Mega-Sena é presa após 11 anos

EXTRA
A policial Kátia Sastre, que ficou conhecida por matar um bandido após reagir a um assalto em frente a uma escola em Suzano, São Paulo, foi convidada e aceitou se filiar ao PR para concorrer ao cargo de deputada federal. O incidente ocorreu no dia 13 de maio, quando a policial buscava as filhas na escola.

Kátia foi recebida nesta terça-feira em Brasília pela bancada do partido na Câmara. Após a reação de Kátia, o governador de São Paulo, Márcio França (PSB), prestou homenagem à policial.

O político foi até o 4º Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar, na zona leste da capital paulista, exaltou a ação da agente e a presenteou com flores. Os parlamentares do PR também receberam nesta terça-feira o empresário Josué Gomes, filho do ex-vice-presidente José Alencar, cobiçado por vários partidos para fazer parte de uma chapa para disputar o Planalto.

Filiado ao PR, Josué pode até mesmo ser um nome para encabeçar a chapa ao Planalto. Militares da ativa, como Kátia, não são incluídos na regra que diz que é preciso se filiar a uma sigla até seis meses antes da eleição para poder concorrer no pleito.

Destaques do Dia

Curtinhas

Variedades

Nacional & Internacional

Polícia & Judiciário

E-mail urgente

Cadastre-se para receber notícias no seu e-mail. É grátis!