Nova rede do SAEMI irá melhorar abastecimento de água nos bairros Parque Morumbi II e III
Entrega da nova rede está prevista para o mês de setembro.  A equipe de expansão do Serviço Autônom...
Advogado oferece orientação jurídica gratuita a população carente
"Todo advogado tem a missão de ajudar a comunidade em que atua. Por isto, deve atuar também em favor...
PM de Mirassol D'Oeste apreende Hilux, após vistoriador da Ciretran constar que o motor estava cadastrado em veículo furtado
A apreensão ocorreu na tarde desta segunda-feira, 13, por volta das 17:50hs, durante uma vistoria La...
Mirassol D'Oeste: Prefeito convida população para audiência pública da Lei Orçamentária Anual 2019
A prefeitura municipal de Mirassol D’Oeste convida a população a participar da Audiência Pública par...
PROMOTOR NOTA DEZ: Em Mirassol, Justiça acata pedido do MPE e manda Estado e Detran dinheiro para reformar Ciretran
Crédito: IlustraçãoA Justiça acatou o pedido do Ministério Público Estadual e determinou que o Estad...
POLÊMICA: Concurso da PM do Paraná cobra 'masculinidade'
G1O concurso para cadetes da Polícia Militar do Paraná tem a masculinidade entre os 72 critérios de ...
Nova rede do SAEMI irá melhorar abastecimento de á...
Advogado oferece orientação jurídica gratuita a po...
PM de Mirassol D'Oeste apreende Hilux, após vistor...
Mirassol D'Oeste: Prefeito convida população para ...
PROMOTOR NOTA DEZ: Em Mirassol, Justiça acata pedi...
POLÊMICA: Concurso da PM do Paraná cobra 'masculin...

G1
A empregada doméstica Elaine Cristina dos Anjos Barros, de 34 anos, foi localizada e presa em Santos, no litoral de São Paulo, após ter sido condenada por estuprar um adolescente, que na época do crime tinha apenas 14 anos. Segundo a polícia, a vítima foi violentada ao menos duas vezes pela agressora.

O crime ocorreu em 2012, mas Elaine era procurada desde novembro de 2017, após ser condenada a oito anos de prisão em regime semiaberto. Uma equipe da Delegacia de Investigações Gerais da cidade a localizou na noite desta segunda-feira (19), na casa onde vivia, no Morro São Bento.

Segundo informações da Polícia, na época do crime, a vítima era estudante e morava em uma casa vizinha à da empregada, então com 28 anos. Em depoimento, ele afirmou que por duas vezes esteve na residência de Elaine, em um intervalo de duas semanas, quando ocorreram os abusos.

Foi a mãe do estudante quem o acompanhou, após o ocorrido, até a Delegacia de Defesa da Mulher para relatar os fatos. O jovem disse que, na primeira visita, Elaine levantou a blusa e pediu para ele tocá-la nos seios. Depois, ambos mantiveram relação sexual sem preservativo.

O caso foi encaminhado à Justiça, que entendeu pela condenação da empregada doméstica. No segundo semestre de 2017, o Tribunal de Justiça confirmou a decisão já estabelecida pela 4ª Vara Civil de Santos, determinando a prisão de Elaine, que acabou localizada quatro meses depois.

A empregada doméstica foi encaminhada à DIG para prestar depoimento, e em seguida levada para a Cadeia Pública Feminina de São Vicente.

Destaques do Dia

Curtinhas

Variedades

Nacional & Internacional

Polícia & Judiciário

Curta-nos no Facebook