OPERAÇÃO MIRÍADE: Policia Federal cumpre mandado de prisão em Mirassol D'Oeste
PF combate venda de terras da União e cumpre mandados em MTNo Estado, mandados são cumpridos em Mira...
Correção de notícia veiculada no dia 14 de novembro no site "Mirassol Urgente"
Na matéria intitulada “Mirassol D'Oeste: Novos ônibus da Educação foi adquirido com recursos do FUND...
Novos ônibus da Educação foi adquirido com recursos do FUNDEB, através de licitação legal
Os 4 ônibus escolares que chegaram hoje (14/11), para o transporte de alunos do município, com capac...
Prefeito Euclides Paixão acompanha obras de recapeamento no Jardim São Paulo
O Prefeito de Mirassol D’Oeste, esteve na tarde desta segunda-feira, 12/11, na rua 2, no Jardim São ...
A Prefeitura de Mirassol D'Oeste informa: Horário de expediente reduzido
Nesta sexta-feira, 16/11, as repartições públicas municipais não funcionarão. Todos os PSF's e a F...
Prefeito visita escola e PSF do Margarida Alves e ouve reivindicações de professores e funcionários
O prefeito Euclides Paixão esteve no assentamento Margarida Alves, distante cerca de 20 quilômetros ...
OPERAÇÃO MIRÍADE: Policia Federal cumpre mandado d...
Correção de notícia veiculada no dia 14 de novembr...
Novos ônibus da Educação foi adquirido com recurso...
Prefeito Euclides Paixão acompanha obras de recape...
A Prefeitura de Mirassol D'Oeste informa: Horário ...
Prefeito visita escola e PSF do Margarida Alves e ...

G1-MT
A lei de trânsito para o motorista embriagado que causar acidente com morte ficou mais rigorosa há um mês e, nesse período, dezesseis homicídios culposos foram registrados em Cuiabá e Várzea Grande, região metropolitana da capital, mas nenhum dos suspeitos está preso. Para as famílias e para a polícia, o sentimento é revolta e frustração.

Homicídios culposos no trânsito são assim registrados quando não há intenção de matar. Entre as vítimas do último mês está o universitário Marcos Dourado Herreira, de 29 anos, que morreu após ser atropelado por uma caminhonete que teria invadido a via preferencial, no dia 6 de maio, em Várzea Grande.

O motorista da caminhonete, Daniel de Deus Pereira, fugiu do local do acidente sem prestar socorro, mas foi preso em flagrante. Segundo a Polícia Civil, ele estava embriagado. Mesmo assim, foi liberado pela Justiça, que alegou superlotação nos presídios.

Outra vítima cuja família espera pela punição mais rígida prevista para o último mês é Angêlo Pedroso de Lima, que morreu dois dias depois de ser atingido por um carro desgovernado e em alta velocidade, próximo a uma casa noturna na capital.

O motorista era Genivaldo Helbert Santana da Silva, que não tem habilitação e se recusou a fazer o teste do bafômetro e os exames de sangue e de urina no Instituto de Medicina Legal. Só pelo exame clínico, não foi possível comprovar se ele estava embriagado

Genivaldo foi liberado logo após prestar depoimento na delegacia, o que causou revolta à família da vítima.

Segundo a Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran), falta um melhor entendimento sobre a lei e o estado precisa de mais estrutura pra conscientizar os motoristas e combater a violêmcia no trânsito.

Lei mais rígida

Desde o dia 19 de abril, a lei prevê punições mais rígicas para homicídios culposos no trânsito. No caso de homicídio com comprovação de embriaguez, a pena, que era de dois a quatro anos de prisão, passou a ser de cinco a oito anos de prisão, que já pode começar em regime fechado. se a prisão for em flagrante, não cabe a aplicação de fiança.

Acidentes em 2018

Segundo a Deletran, até abril, foram registrados 34 acidentes com mortes na capital e 16 em várzea Grande. Já casos de lesão corporal culposa no trânsito são bem maiores no 1º quadrimestre: 621 casos em Cuiabá e 189 ocorrências em Várzea Grande.

Destaques do Dia

Curtinhas

Variedades

Nacional & Internacional

Polícia & Judiciário

Curta-nos no Facebook