Carreata pró-Bolsonaro será realizada na tarde deste sábado em Mirassol D’Oeste
Apoiadores do candidato à Presidência, Jair Bolsonaro estão programando para a tarde deste sábado, 2...
Mirassol D'Oeste: Beneficiários do bolsa família devem realizar pesagem obrigatória
Fotos: Arquivo A Secretaria de Desenvolvimento Social convoca os beneficiários do programa Bolsa Fa...
Mirassol D'Oeste: PM apreende adolescente com faca após tentativa de roubo de celular
Policiais Militares do 17º BPM de Mirassol D´Oeste quando realizavam patrulhamento ostensivo na imed...
Juíza Selma Arruda lidera carreatas e apresenta propostas na Região Norte
Foto em Cáceres As carretas Pró-Bolsonaro lideradas pela juíza Selma Arruda, candidata ao Senado, m...
Ciro ataca repórter durante comício em Boa Vista
O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, atacou um repórter durante comício em Boa...
Bolsonaro sobe para 33% dos votos; Haddad salta para 16% e empata com Ciro em 2º, mostra pesquisa
Candidato do PT ultrapassa Ciro Gomes numericamente com um salto de 8% para 16%, mas empatado ainda ...
Carreata pró-Bolsonaro será realizada na tarde des...
Mirassol D'Oeste: Beneficiários do bolsa família d...
Mirassol D'Oeste: PM apreende adolescente com faca...
Juíza Selma Arruda lidera carreatas e apresenta pr...
Ciro ataca repórter durante comício em Boa Vista
Bolsonaro sobe para 33% dos votos; Haddad salta pa...

G1
Mais de 50 indonésios morreram e muitos precisaram ser hospitalizados desde a semana passada depois de consumirem álcool caseiro adulterado. O álcool era misturado com várias substâncias, entre elas, repelente contra mosquitos, de acordo com a Reuters.

Doze pessoas foram detidas na capital, Jacarta, e em uma província vizinha, por suspeita de fabricar e vender o produto. A televisão local mostra bolsas e garrafas com álcool apreendido.

A polícia informou que ainda não está claro se as vítimas foram envenenadas pelo metanol ou por algum ingrediente utilizado na adulteração.

A agência Efe afirma que Java Ocidental foi a província onde mais mortes foram registradas.

Em 2016, 30 pessoas morreram no centro da ilha de Java depois de consumir álcool de fabricação caseira. A venda de álcool na Indonésia, o país com maior população muçulmana do mundo, é altamente regulamentada e propensa a altos impostos.

Porém, segundo a maior associação muçulmana do país, Nahdlatul Ulama, a comercialização de álcool de contrabando é uma prática comum.

A associação Nahdlatul Ulama, que é considerada moderada, opôs-se em 2017 à proibição da venda de álcool pedida por facções islâmicas mais conservadoras por causa do perigo de se incentivar involuntariamente o consumo de bebidas adulteradas.

Destaques do Dia

Curtinhas

Variedades

Nacional & Internacional

Polícia & Judiciário

Curta-nos no Facebook