O Exército Brasileiro e diversos Órgãos de Segurança Pública realizam Operação Ágata Jauru 2

O efetivo empregado é de aproximadamente 400 (quatrocentos) militares.

O Exército Brasileiro e diversos Órgãos de Segurança Pública e Fiscalização inicia, em 14 de maio, a OPERAÇÃO ÁGATA JAURU 2, que visa reduzir a ocorrência de crimes fronteiriços e transnacionais na faixa de fronteira terrestre, bem como aumentar a presença do Estado Brasileiro na região.

A OPERAÇÃO ÁGATA ocorre desde 2011 e tem como bases o Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF) (Decreto nº 8.903, de 17 de novembro de 2016), a Estratégia Nacional de Defesa (Decreto Nº 6703, de 18 de dezembro de 2008) e a Constituição Federal.

O efetivo empregado é de aproximadamente 400 (quatrocentos) militares, oriundos do 2° Batalhão de Fronteira (Cáceres-MT), do 3º Batalhão de Aviação do Exército sediado em Campo Grande - MS, da 13ª Brigada de Infantaria Motorizada, 44º Batalhão de Infantaria Motorizado, Posto Médico de Guarnição, 13º Pelotão de Polícia do Exército, 13º Pelotão de Comunicações todos localizados em Cuiabá-MT, do 18º Grupo de Artilharia de Campanha (Rondonópolis-MT) e do 58º Batalhão de Infantaria Motorizado (Aragarças-GO). As tropas do Exército atuam em coordenação com outros órgãos de segurança e fiscalização ou isoladamente na faixa de fronteira do Estado de Mato Grosso.

É importante salientar que as ações ocorrem de forma conjunta e integrada entre as Forças Armadas Brasileiras e outros órgãos federais e estaduais na faixa de fronteira. Assim contamos com o apoio da Receita Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, Grupo Especial de Fronteira, Polícia Militar Ambiental, Polícia Judiciária Civil do Estado de Mato Grosso, Instituto de Defesa Agropecuária, Secretaria de Estado de Meio Ambiente, entre outras. A Seção de Comunicação Social do 2º Batalhão de Fronteira aproveita a oportunidade para convidar os veículos de comunicação para cobrirem a Operação.

Por: Assessoria