Corpos das vítimas de acidente aéreo são retirados da mata e entregues à família

Por: LUIS VINICIUS
Passados cinco dias de buscas, os corpos das vítimas do acidente aéreo, ocorrido no último sábado (9), foram retirados do local de mata fechada na cidade de Juruena, e encaminhados à família. De acordo com informações da Polícia Civil, os corpos seriam encaminhados para a cidade de Juína (720 km de Cuiabá) para procedimentos fúnebres.

Reprodução

Os corpos de Leandro Ferreira Pascoal, de 28 anos, da mulher dele, Francieli Reseto Pascoal, e do filho do casal, Felipe Pascoal de um ano e sete meses, foram retirados por volta das 10 horas do local do acidente. Às 14 horas os cadáveres chegaram à cidade de Juruena (930 km de Cuiabá) em invólucros de saco plástico. Pouco tempo depois, militares da Força Aérea Brasileira (FAB) reencaminharam as vítimas para a cidade de Juína.

“Nós recebemos os corpos por volta das 14 horas. Em seguida, foram resolvidas algumas pendências e a FAB os reencaminhou para a cidade de Juína, onde a família mora. Não foi possível ter um contato mais próximo, pois só foram resolvidas algumas questões e os corpos foram levados”, disse um policial que não quis se identificar.

Desaparecimento

A aeronave desapareceu no trajeto entre Colniza e Juara (700 km de Cuiabá) no último dia 9. O avião decolou de uma fazenda, às 10 horas, e deveria chegar no destino final às 11h15. Entretanto, a aeronave desapareceu depois do piloto fazer um telefonema para a mãe, quando passava por Juruena.

Segundo a mãe de Leandro, Marina Ferreira Pascoal, quando recebeu o telefonema de seu filho era 10h30. Leandro teria informado que o tempo estava bom e que chegaria em 40 minutos. Segundo Marina, o piloto tinha experiência de quatro anos.

A mulher disse ainda que pediu para Leandro ligar na cidade de Juara e verificar as condições climáticas, porém ele desapareceu antes. Ainda de acordo com ela, as buscas foram intensas durante todos os dias, com aviões transitando próximo ao local do desaparecimento.

Corpos encontrados

Na terça-feira (12), os destroços do avião foram encontrados em uma região de mata extremamente fechada. No entanto, devido às condições meteorológicas, não foi possível o resgate imediato. As buscas continuaram e as vítimas foram encontradas mortas na quarta-feira (13). Os trabalhos foram coordenados pela FAB.