Papelaria Risk Rabisk

Nublado

28°C

Nublado

Mirassol D'Oeste: 5 candidatos disputam eleições suplementar que vai colocar ex-prefeito e vereador na briga pelo voto

Novo pleito acontece em razão do indeferimento de Elias Leal, barrado pela Lei da Ficha Limpa

Cinco candidatos vão disputar a eleição suplementar em Mirassol D’Oeste que vai acontecer em 19 de novembro. As candidaturas foram definidas nas convenções realizadas domingo (8). O novo pleito foi convocado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em razão do indeferimento da candidatura de Elias Leal (PSD), que foi o mais votado na última eleição.

O PSD lançou a candidatura do ex-prefeito Edvaldo Paiva (PSD) que terá como vice Irineu da Farmácia (PSD). Ainda sem nome de coligação definida a chapa conta com apoio do PMDB, PSB e Solidariedade.

Se opõem à chapa do PSD, os candidatos a prefeito e vice, respectivamente, os vereadores Euclides Paixão (PP) e Fransuelo Ferrai (PSC). O progressista, inclusive, foi o parlamentar mais votado com 825 votos. O PR e PPS, que estavam coligados com Edvaldo, romperam com o PSD para apoiar a chapa encabeçada por Euclides; o PTB, que também estava nessa união resolveu lançar candidatura própria com o advogado Marcel e Marcos Ribeiro, ambos do PTB.

Em chapa pura, o DEM lançou André Gimenez e o ex-vereador Laércio do Postão. Outra candidatura é encabeçada por Gelson Miranda (PT) e o candidato a vice Antônio Gregório (PT)..

O pré-candidato Jeferson Beato (PSDB) desistiu de disputar esse pleito, bem como a vereadora e prefeita interina Marinês de Campos (PTB) que também não concorrerá. Lembrando que na eleição de 2016, Elias recebeu 7.830 votos, o que representa, segundo o TRE, 56,13%. Mas no sistema aparece como eleito Dr. Jeferson (PSDB), que conseguiu 6.121 votos e não assumiu o posto. 

Do lado de Edvaldo Paiva, o pré-candidato Rei do Pano e dois ex-vereadores e um grupo de correligionários resolveram apoiar Euclides Paixão.

Os partidos PV, PDT, PSDB e PSL, que nas eleições passada estavam afilados com o PP de Euclides Paixão, dessa vez não apoiaram nenhuma coligação, sendo que parte de seus membros optaram por anularem seus votos.

Por: Rd News com adaptações Mirassol Urgente

Leia também: https://www.mirassolurgente.com.br/index.php/cidade/5292-descontentamento-de-liderancas-racha-partidos-em-mirassol-d-oeste