Mundo

Bolívia faz mega operação contra crimes na fronteira com o Brasil. San Matias foi o principal alvo

Imagem: TV UNO
A morte do ex-prefeito Vitor Velarde de San Matias acordou as autoridades bolivianas para a intensificação dos crimes na Fronteira com o Brasil, em especial com cidades da região de Cáceres.

No final de semana, 200 policiais de forças especiais com apoio do Exercíto e do Gefron varreram a fronteira em busca de criminosos.

O alvo foram brasileiros que estão na Bolívia ilegalmente. A maioira criminosos que se escondem da Justiça brasileira.

Veja a reportagem: https://www.youtube.com/watch?v=esyb2ysWS7c

Por: Jornal Oeste

Ex-prefeito de San Matias foi assassinado na manhã de hoje

Alfonso Siles, comandante departamental da Polícia em Santa Cruz, informou que o ex-prefeito de San Matías, Hubert Velarde Rivero, foi assassinado com seis tiros na manhã de hoje, por volta das 11 horas, perto de sua casa.

A suspeita inicial é que o crime tenha sido motivado por acerto de contas envolvendo o tráfico de drogas.

Fonte: Informações do El Debe

AO VIVO: Professora passa mal e morre em programa de TV

NEWS 365
A professora indiana Rita Jitendra, de 81 anos, morreu na última segunda-feira (10) após sofrer uma parada cardíaca enquanto dava uma entrevista ao vivo para um programa de TV.

“Ela estava nos contando coisas interessantes sobre sua vida e parecia estar absolutamente normal, mas de repente, ela parou de falar e começou a ter soluços”, relembra o apresentador Zahid Mukhtar ao jornal Telegraph India. “Tivemos que cortar a entrevista para um documentário a fim de ajudá-la e levá-la a um hospital”.

Rita chegou a ser socorrida, mas não resistiu e faleceu a caminho do hospital.

Ainda segundo a publicação, Rita teria dito a amigos que gostaria de morrer como o ex-presidente indiano A. P. J. Abdul Kalam, que faleceu após sofrer uma parada cardíaca enquanto discursava: “Ela disse que ele morreu trabalhando. E foi assim que ela conheceu seu fim também”.

Não apenas professora, Rita também era ex-secretária da Academia de Arte, Cultura e Linguagens de Jammu e Caxemira, além de ter reconhecimento como artista, escritora e ativista, principalmente pelo direito das mulheres à educação.

MALAYSIA AIRLINES: Homem diz ter localizado avião desaparecido em 2014

EXTRA

Um homem diz ter localizado no Google Maps o avião da Malaysia Airlines desaparecido em 2014 com 239 pessoas a bordo. A aeronave sumiu dos radares após um desvio intencional da rota, mas os corpos das vítimas nunca foram encontrados.

Ian Wilson acredita que, após analisar a ferramenta on-line, encontrou o avião em região de floresta do Camboja. A mancha branca, que teria forma de uma aeronave, é vista no Google Maps.

"Medindo, estamos de diante de algo com 69 metros, mas há um espaço entre a cauda e a traseira da aeronave", disse Ian, em reportagem do "Metro".

O relatório final do acidente com o voo MH370, que contém 400 páginas, apontou inúmeras falhas dos controladores aéreos na Malásia e no Vietnã, em particular na ativação do protocolo de "fases de emergência", depois do desaparecimento dos radares do Boeing 777. O avião havia decolado em 8 de março de 2014 de Kuala Lumpur rumo a Pequim. O documento eliminou a possibilidade de o avião estar no piloto automático, que um mau funcionamento mecânico tenha ocorrido ou que o computador fosse o culpado pela tragédia.

A hipótese mais provável apontada pelos investigadores é que o avião tenha caído do mar. Muitas operações de buscas foram montadas desde o acidente. Até agora, só foram achados três fragmentos de asas da aeronave. Elas estavam no Oceano Índico.

O voo MH370 fez contato via satélite sete vezes nas seis horas após o avião ter deixado as telas de radar. O último momento sugere que a localização da aeronave estava perto da costa australiana, no sul do Oceano Índico.

Os quatro transmissores localizadores de emergência do avião falharam e não acionaram os sinais que poderiam ajudar a localizar o Boeing.

Destaques do Dia

Curtinhas

Variedades

Nacional & Internacional

Polícia & Judiciário

Curta-nos no Facebook