Projeto Cidade Limpa está em franca atividade em Mirassol D'Oeste

Desde a última quarta-feira (01), a Prefeitura de Mirassol D’Oeste executa o programa Cidade Limpa.

Junto com os serviços previstos pelo programa, estão sendo confeccionados panfletos “Cidade Limpa”, notificações em propriedades residenciais, comerciais, lotes e calçadas, e recuperação de estradas da região.

Por determinação do prefeito Euclides Paixão o programa esta atuando nos bairros, onde os serviços de fiscalização já realizaram mais de 50 notificações.

Segundo o Secretário de Fazenda, Eduardo Pinhal, “o prefeito pediu para priorizarmos primeiro os bairros, porque além de ser uma reivindicação antiga dos moradores, o próprio Ministério Público firmou um Termo de Ajustamento de Conduta com o município. Em parceria, a Secretária de Infraestrutura tem recolhido muito lixo acumulado, terra devido às erosões de barrancos e restos de materiais de construção, a exemplo do córrego do André” disse.

Em parceria com o Município, a Cooperativa de Trabalho Vale do Teles Pires (Cooper Vale) esta sendo realizado campanha educativa na cidade, com a distribuição de 10 (dez mil) panfletos sobre como proceder com seu lixo, “principalmente na armazenagem e onde depositá-lo”, informou o Secretário.

A operação tapa-buraco, também prevista na Cidade Limpa, tem sido executada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura. “Já acertamos esse serviço, mas, primeiro, estamos limpando os meios-fios para todos os buracos ficarem visíveis e só depois fazer a operação com asfalto”, explicou Miguel Melo.

Estradas

De acordo com Miguel Melo, Secretário Municipal de Infraestrutura, paralelo ao programa, as estradas rurais também estão sendo recuperadas com recursos próprios. “Estamos patrolando e compactando as estradas, e o término de alguns desses serviços, assim como os inerentes à Cidade Limpa, estão previstos para a próxima semana”.

Depois que terminou a recuperação dos 2 quilômetros da estrada rural que dá acesso à localidade da Garganta - que liga a MT-250 até chegar à comunidade denominada Garganta - o mesmo trabalho de patrola, compactação e cascalhamento foi iniciado nos cerca de 100 quilômetros da estrada que liga os assentamento Margarida Alves, Salvação e Veredinha. “O trabalho nessa estrada também é uma reivindicação da população”, ressaltou Miguel.

Destaques do Dia

Curtinhas

Variedades

Nacional & Internacional

Polícia & Judiciário

Curta-nos no Facebook