Brasil

Em vinheta, SBT reutiliza slogan da ditadura

METROPOLES

Diversas vinhetas com temáticas nacionalistas tomaram conta da grade televisiva do SBT nesta terça-feira (6/11). Na mais controversa delas, a emissora usou a frase “Brasil, ame-o ou deixe-o”.

A frase foi usada como um dos slogans da ditadura militar no Brasil e estava relacionada à repressão de grupos e pensamentos contrários ao governo. Além dela, há uma chamada com a canção Pra Frente Brasil, tema da Copa de 1970, e uma com sentenças variadas.

Questionado pelo site da revista Veja, o SBT afirmou não comentar sobre as razões que justificaram a divulgação dos vídeos por “questões estratégicas”.

Sérgio Moro aceita convite e será ministro da Justiça e da Segurança Pública

O juiz Sérgio Moro será ministro da Justiça e da Segurança Pública no próximo governo.

O convite foi aceito nesta quinta-feira (1º) em reunião com o presidente eleito Jair Bolsonaro no Rio de Janeiro. O encontro ocorreu na residência do político, em um condomínio fechado da Barra da Tijuca.

Moro chegou no local por volta das 9h. Ele viajou de Curitiba no começo da manhã e fez uma refeição em um hotel próximo à casa de Bolsonaro.

A reunião teve duração de cerca de 1h30. Ao sair, o juiz que comanda os julgamentos em primeira instância da Operação Lava Jato não falou com a imprensa e divulgou uma nota oficial menos de uma hora depois de deixar o condomínio.

Pelo Twitter, Jair Bolsonaro também confirmou a escolha de Sérgio Moro como ministro da Justiça e da Segurança Pública.

O juiz federal Sérgio Moro aceitou nosso convite para o Ministério da Justiça e Segurança Pública. Sua agenda anti-corrupção, anti-crime organizado, bem como respeito à Constituição e às leis será o nosso norte!

— Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) November 1, 2018

Veja nota divulgada pelo magistrado:

"Fui convidado pelo Sr. Presidente eleito para ser nomeado Ministro da Justiça e da Segurança Publica na próxima gestão.

Apos reunião pessoal na qual foram discutidas políticas para a pasta, aceitei o honrado convite.

Fiz com certo pesar pois terei que abandonar 22 anos de magistratura. No entanto, a perspectiva de implementar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado, com respeito a Constituição, a lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisão.

Na pratica, significa consolidar os avanços contra o crime e a corrupção dos últimos anos e afastar riscos de retrocessos por um bem maior.

A Operação Lava Jato seguira em Curitiba com os valorosos juízes locais.
De todo modo, para evitar controvérsias desnecessárias, devo desde logo afastar-me de novas audiências.

Na próxima semana, concederei entrevista coletiva com maiores detalhes.

Curitiba, 01 de novembro de 2018.
Sergio Fernando Moro"

Por: Metro Jornal

Ibope divulga pesquisa de intenção de voto para presidente no segundo turno

Instituto entrevistou 2.506 eleitores. O levantamento foi contratado pela TV Globo e pelo jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Margem de erro de dois pontos para mais ou para menos.

Ibope divulga primeira pesquisa de intenção de voto para presidente no segundo turno

Na primeira pesquisa Ibope de intenção de voto no segundo turno da eleição presidencial, Jair Bolsonaro, do PSL, está 18 pontos percentuais à frente de Fernando Haddad, do PT, nos votos válidos, que excluem os votos em branco, nulos e o percentual de eleitores indecisos.

A probabilidade de os resultados retratarem a realidade é de 95%, com margem de erro de dois pontos para mais ou para menos.

Jair Bolsonaro tem 59% dos votos válidos. Com a margem de erro, de 57% a 61%. Fernando Haddad tem 41%. Pela margem de erro, de 39% a 43%.

Quando são considerados os eleitores indecisos e os votos em branco e nulos, os números do Ibope ficam assim: Jair Bolsonaro, do PSL, tem 52% das intenções de voto. Pela margem de erro, de 50% a 54%. Fernando Haddad, do PT, tem 37% das intenções. Com a margem de erro, de 35% a 39%.

Votos em branco e nulos somam 9%. Os que não souberam são 2%.

O Ibope entrevistou 2.506 eleitores, no sábado (13) e no domingo (14). O levantamento foi contratado pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S. Paulo”.

Vídeo: https://globoplay.globo.com/v/7090588/programa/

Por: Jornal Nacional

Ciro ataca repórter durante comício em Boa Vista

O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, atacou um repórter durante comício em Boa Vista, capital Roraima, no último sábado (15).

O jornalista questionava o ex-governador do Ceará sobre uma declaração na qual ele chamara de "desumanidade" e "canalhice" o ataque xenófobo contra venezuelanos em Pacaraima (RR), ocorrido no dia 18 de agosto. Ciro também dissera ter sentido pela primeira vez "vergonha de ser brasileiro".

O candidato ouve o questionamento até o fim, quando dá um empurrão no repórter e diz: "Vá para a casa do Romero Jucá, seu filho da p...". "Pode tirar esse daqui, esse aqui é do Romero Jucá. Prende ele aí", grita Ciro.

Jucá, presidente do MDB, é Senador por Roraima e tenta a reeleição, além de ser adversário político do ex-governador do Ceará.

Ciro é conhecido pelo temperamento explosivo e, nas eleições de 2002, chegou a ser favorito para ir ao segundo turno com Lula, mas acabou caindo nas pesquisas após declarações destemperadas, como quando chamou um ouvinte de "burro" durante entrevista a uma rádio.

Na última sondagem do Datafolha, Ciro aparece empatado com Fernando Haddad (PT) com 13%, mas o petista vem em trajetória de alta.

Por: Terra

Destaques do Dia

Curtinhas

Variedades

Nacional & Internacional

Polícia & Judiciário

Curta-nos no Facebook