Papelaria Risk Rabisk

Parcialmente nublado

30°C

Parcialmente nublado

Professora de Matemática leva três alunos para a cama e pode somar anos na cadeia

R7  

Essa é a professora de Matemática Erin McAuliffe, de 25 anos. Bonita, com pinta de modelo, ela tem muitos fãs nas redes sociais. A maioria envia mensagens pedindo para se casar com a educadora, que trabalhava na Rocky Mount Preparatory, escola na Carolina do Norte (EUA). Os fãs ficaram desolados porque Erin está em maus lençóis com a justiça americana. Ela perdeu o emprego depois de ser acusada de fazer sexo com três alunos menores de idade da escola, o que é considerado delito penal nesse estado americano

A docente dava aulas de Matemática no ensino médio na Rocky Mount, escola que tem 1300 alunos. Rumores davam conta de que ela estaria se envolvendo com estudantes. Funcionários e alunos decidiram denunciar Erin, que foi investigada pela polícia.

Disseram ter visto a professora saindo de carro com alunos sozinhos. Falaram ainda que a viram acompanhada de estudantes em outros pontos da cidade de Rocky Mount. O município da Carolina do Norte tem pouco mais de 56 mil habitantes

Detetives fizeram entrevistas com alunos, funcionários e professoras para apurar a conduta da professora. Até que descobriram três casos da professora.

Três alunos, dois de 16 anos e outro já bem grandinho, de 17, contaram que saíram com Erin "algumas vezes". Os encontros, eles relataram, ocorriam fora do colégio.

Ocorriam na casa dela ou em motéis da região. Em todas as vezes em que ela saía com os alunos houve, segundo eles, sexo.

Era, claro, consensual, mas mesmo assim fazer sexo com menores é infração grave, passível de prisão. Foi o que acabou ocorrendo com a professora de Matemática.

A Justiça do condado de Carteret emitiu ordem de prisão para Erin. Detida, ela teve a fiança estipulada em R$ 63 mil.

A próxima audiência do caso vai ocorrer nesta segunda (12). Ela foi demitida da escola no último dia 4 de maio, quando os casos com os estudantes foram divulgados.

Erin pode pegar atpé 10 anos de prisão por causa do envolvimento com os alunos. Seu advogados tentarão provar que ela não teve encontros sexuais com os alunos.