Papelaria Risk Rabisk

Parcialmente nublado

28°C

Parcialmente nublado

FAB afirma ter localizado "vestígios que podem ser" de aeronave

Paraquedistas da aeronave de buscas foram lançados no local e estão à procura de sobreviventes

Montagem/ MidiaNews

A família (detalhe) voou com uma aeronave modelo Paradise P1 semelhante à da foto

A Força Aérea Brasileira (FAB) informou ter localizado, na tarde desta terça-feira (12), "vestígios que podem ser" do avião desaparecido desde o último sábado (09).

“Paraquedistas da FAB foram lançados da aeronave de busca e, neste momento, estão averiguando o local”, diz trecho de nota eviada pela FAB nesta tarde.

No avião estavam o piloto Leandro Pascoal, sua esposa Franciele Pascoal e o filho de um ano do casal. Ainda não há informações sobre o estado dos ocupantes da aeronave.

Segundo informações de Fábio Pascoal, irmão de Leandro, o avião foi encontrado inteiro com possibilidades de haver sobreviventes. "Estamos todos angustiados, aguardando mais informações da Força Aérea", disse, em entrevista por telefone.

O Corpo de Bombeiros informou que foi solicitada uma equipe médica para ficar de prontidão nesta tarde caso haja sobreviventes.

A FAB pediu auxílio do Corpo de Bombeiros e de uma equipe do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) nesta tarde para realizar buscas mais aprofundadas na região de Juruena (900 km de Cuiabá).

A região fica entre as cidades de Colniza e Juara, no Noroeste de Mato Grosso, rota que o avião fazia antes de desaparecer.

As buscas pela família foram prejudicadas pelas chuvas fortes que caíram no domingo (10) e segunda-feira (11) no Noroeste de Mato Grosso.

Nesta terça-feira (12), o tempo amanheceu sem chuvas, o que facilitou os trabalhos.

O caso

A aeronave desapareceu após decolar de uma fazenda em Colniza (1.065 km de Cuiabá) em direção a Juara (690 km da Capital).

O monomotor, modelo é Paradise P1, era pilotado por Leanadro.

O irmão dele disse que o piloto tinha permissão para conduzir a aeronave e costumava realizar voos todos os meses.

“O avião é do meu irmão, ele tem licença para pilotar, tem experiência de quatro anos e comprou a aeronave justamente para fazer essas viagens entre os municípios. Ele sempre vinha de Colniza, onde temos uma propriedade rural, para Juara”, disse ao MidiaNews.

Conforme Fábio, o irmão chegou a se comunicar com ele durante o voo de sábado, por volta das 10h30. Leandro teria informado que a aeronave estava passando pelo Município de Juruena.