Papelaria Risk Rabisk

Parcialmente nublado

28°C

Parcialmente nublado

A atual gestão de Mirassol D’Oeste esta enfrentando dificuldades, por conta da má administração deixada pelo governo anterior

O quadro é de abandono e desgoverno pela falta de manutenção no Lixão (local destinado a depósito do lixo da cidade), situado na localidade do Jabuti.

Sem controle da entrada e descarte de quem carrega e descarrega, e a proveniência de onde é o lixo e quem fiscaliza o descarte, fez com que os resíduos se acumulassem, transbordando toda a entrada de passagem, sendo eles jogados até mesmo na estrada vicinal, que liga o assentamento Roseli Nunes a cidade, colocando em risco a vida e a saúde de quem usa aquele caminho.

Um grande problema pelo qual o novo Secretário de Obras, Gustavo Cofani, vai enfrentar, é o Sucateamento dos Maquinários Público.

Informações levantadas mostram que dos 3 (três) caminhões compactadores de lixo existentes, 1 (um) está em estado deplorável, sem condições de uso e, um segundo com a parte de armazenamento do lixo para compactação toda arrebentada, provocando derramamento de chorume pela cidade, conforme flagrante de ontem (05/01), em frente à Auto Elétrica Modelo. 

O chorume é um líquido poluente, de cor escura e odor nauseante, originado de processos biológicos, químicos e físicos da decomposição de resíduos orgânicos, podendo causar danos a saúde pública.

Segundo informações, as licitações para o conserto desses bens estão emperradas, devido às licitações vencidas, responsabilidade da antiga gestão.

Gustavo Cofani, recém empossado, procurado pela reportagem, anunciou que desde o dia 4 de janeiro, deu início da regularização da área de transbordo do lixo doméstico dentro do próprio Lixão, amontoando aqueles resíduos em locais próprios, limpado o espaço para tráfego dentro do Lixão, além da limpeza daquela estrada vicinal.

Cofani disse que as festividades de fim de ano e a falta de planejamento, na programação de uma equipe suplementar de apoio, a coleta de lixo ficou prejudicada.

“Nossa equipe já está realizando ações para sanar essa problemática”. E continua: “Dizer, também, que o Convênio com o Conselho da Comunidade, que faz a intermediação para a utilização da mão de obra de reeducandos, na manutenção e limpeza da cidade não foi renovado antes do término do mandato anterior, prejudicando ainda mais os serviços de limpeza, portanto, até resolvermos essa situação estamos bem desfalcados na Secretarias de Obra,” disse o Secretário.

Procurado, o Prefeito Euclides Paixão disse que: “Nosso dever é esclarecer a população mirassolense como nós recebemos a prefeitura, e que providências já estão sendo tomadas,” disse.

“No máximo em dez dias tudo já estará normalizado. Assim pedimos desculpas e a compreensão de todos, e sei que posso contar com a nossa equipe, e de que os problemas serão resolvidos”, conclui o prefeito.

Outras fotos:

 

Assista o vídeo no link: https://www.facebook.com/nilomar.cunha/videos/2112106502149433/